Erva mate após a utilização pode ser reutilizada?

l
8 de outubro de 2021
erva mate

Existem dois tipos de reaproveitamento da erva mate.

É possível reaproveitar o sabor dela em uma espécie de “rodízio de erva”.

Depois do uso completo, é interessante reaproveitar seus benefícios em outras formas além da ingestão.

Ambas as formas costumam causar dúvidas frequentes sobre maneiras de consumos e procedimentos em geral.

Pensando nisso, reunimos dicas excelentes ao aproveitar melhor a erva mate e conhecer destinos melhores após a utilização.

Erva mate e Compostagem

Após a primeira utilização da erva mate, você pode fazer novas utilizações.

Em outras palavras, é possível usar a erva após ser “lavada” (uso ao longo do dia com novas águas ferventes).

Nessa prática de rodízio, você elimina o sabor e passa a usar a erva ainda seca na cuia.

O outro destino da erva é como adubo a partir da compostagem.

Essa é a melhor forma de descarte porque, além de ajudar o planeta, você enriquece enormemente a terra melhorando os frutos.

Se você não puder ou quiser optar por nenhum desses destinos, coloque a erva em uma sacola e separe na coleta de lixo para que ela não contamine resíduos recicláveis.

Produzimos toneladas e mais toneladas de lixo mensalmente.

A composição varia bastante conforme os nossos hábitos, nossas visitas, a rotina e até mesmo, a nossa cultura.

Isso porque a diversidade cultural do Brasil reflete bastante nos costumes alimentares das pessoas e consequentemente nos dejetos.

A prova disso é de 2 das 23 toneladas de dejetos gaúchos diários são compostos da erva.

Ainda é difícil enxergar a questão por trás disso, desde sempre jogamos fora.

O grande problema é que existem sim outras formas de uso, mas, uma vez misturada ao lixo comum, se torna impossível a reutilização do mate e a reciclagem do papel e do papelão.

erva mate

Quais são as propriedades do mate?

A erva tem uma composição extremamente rica.

Isso explica seu uso da forma mais clássica e direta.

A erva tem importantes propriedades como:

  • Cafeína
  • Saponinas
  • Polifenóis
  • Xantinas
  • Teofilina
  • Teobromina
  • Ácido fólico
  • Taninos
  • Minerais
  • Vitaminas A, B1, B2, C e E.

No corpo, a resposta dessas propriedades está na ação:

  • Antioxidante
  • Diurética
  • Laxante
  • Estimulante
  • Antidiabética
  • Antiobesidade
  • Anticancerígena
  • Antibacteriana
  • Antifúngica
  • Hipocolesterolêmica
  • Digestiva.

Acompanhe mais artigos sobre erva mate no nosso blog!

Comentários

Leia também

Cadastre-se e receba conteúdo VIP! 

15 + 12 =